Topo
Sindivestuário / Artigos publicado porSindivesturário
24 maio 2018

Acordo fechado pelo TST permite alternativa à contribuição sindical

em Clipping, Notícias Sindicatos que tentam restabelecer a contribuição sindical, que deixou de ser obrigatória com a reforma trabalhista, conseguiram um precedente importante no Tribunal Superior do Trabalho (TST). O vice-presidente da Corte ministro Renato de Lacerda Paiva, homologou acordo que permite à Vale descontar e repassar o equivalente a meio dia de trabalho de cada empregado ao Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias dos Estados do Maranhão, Pará e Tocantins. Com a negociação, a contribuição sindical – que legalmente equivale a um dia...
Continue lendo
18 maio 2018

A roupa inteligente que muda de cor

Uma equipa da CREOL (College of Optics & Photonics) da Universidade de Central Florida, nos Estados Unidos, desenvolveu um tecido que tem micro-fios embutidos para permitir à roupa mudar de cor consoante a quantidade de corrente elétrica que os percorre. Ou seja, tem a capacidade de originar wearables que tornam mais literal a capacidade de uma pessoa ser camaleônica. Como explica o Engadget, esta tecnologia difere de outras já existentes que permitem à roupa mudar de cor porque não recorre a LEDs...
Continue lendo
17 maio 2018

Copa deve atrapalhar redes de vestuário e shoppings

As varejistas esperam enfrentar pressão em vendas no segundo trimestre por causa da Copa do Mundo da Fifa, que começa no dia 14 de junho. O evento terá jogos do Brasil começando às 9h da manhã, às 11h ou às 15h, dependendo do seu avanço nas etapas do campeonato. A expectativa é que os jogos levem a uma queda no movimento de clientes em shopping centers e lojas de rua. Na Copa de 2014, 62% dos shoppings sentiram queda nas vendas...
Continue lendo
9 maio 2018

Índice de Viabilidade do Vestuário – SP: Maio 2018

A produção industrial de vestuário paulista parece estar diante de um interregno. Explique-se: interregno significa que não somos mais uma coisa, nem outra. Isto é, nem estamos numa crise como a de dois anos atrás, tampouco crescemos. Nesse estado de interregno, a maneira pela qual, no passado, aprendeu-se a lidar com várias questões da realidade não funciona mais, diria Zigmunt Bauman[1]. É exatamente assim que o atual quadro da indústria de vestuário se defronta: o varejo anda de lado e as...
Continue lendo