Topo
Sindivestuário / Comportamento  / Os brasileiros aumentam compras pela internet
27 ago 2019

Os brasileiros aumentam compras pela internet

Os brasileiros estão cada vez mais comprando pela internet e, com isso, as vendas de e-commerce subiram em junho, de acordo com a Mastercard SpendingPulse, que fornece insights sobre as tendências gerais de gastos de varejo em todos os tipos de pagamentos.

As vendas de e-commerce cresceram 7,3% no mês em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Três setores – farmacêutico, de vestuário e eletrônicos – ajudaram a impulsionar o aumento do comércio online, com desempenho bem acima da média do canal.

Em junho, o volume total de vendas – incluindo e-commerce e vendas em lojas físicas com todos os tipos de pagamento – aumentou 0,5% no ano a ano (não considerando as vendas de automóveis e materiais de construção).

Vestuário, produtos farmacêuticos e itens pessoais e domésticos superaram as vendas totais, enquanto os setores de móveis, eletrodomésticos, supermercados e combustíveis apresentaram desempenho abaixo do esperado.

“A confiança do consumidor está sendo testada devido à contínua incerteza econômica e política. Isso se reflete nas vendas totais no varejo, que eram essencialmente estáveis”, disse César Fukushima, diretor de Análise Avançada da Mastercard no Brasil. “Dito isso, os varejistas online estão em uma posição mais favorável, com forte crescimento nos dois primeiros trimestres do ano”, acrescentou ele.

Olhando para o segundo trimestre como um todo, o volume total de vendas no varejo fechou com uma leve desaceleração de 0,1% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas no varejo online subiram 8,0% no segundo trimestre, um pouco abaixo do crescimento de 10,2% no primeiro trimestre deste ano.

Desempenho das regiões brasileiras no primeiro trimestre: O Sul (1,7%) apresentou desempenho acima da média, enquanto o Norte (-1,9%), Nordeste (-0,6%), Sudeste (-0,6%) e Centro-Oeste (0,2%) ficaram abaixo do total do varejo, em relação ao mesmo período do ano anterior.

FONTE: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

Desculpe, os comentários estão encerrados.