Topo
Sindivestuário / Slider (Page 2)
15 fev 2019

Cresce a procura por profissionalização no setor da moda

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o índice de desemprego no terceiro trimestre de 2018 foi de 11,9%, o que explica a alta na procura por formas alternativas de gerar renda. Um levantamento feito pela Sigbol Fashion, primeira e única rede de escolas de moda e corte e costura do país, revela aumento de cerca de 15% na procura de cursos no primeiro trimestre de 2018, em comparação com o...
Continue lendo
7 fev 2019

Sindivestuário e Sinditêxtil se reúnem com Secretário de Segurança de SP “Onde há segurança se mantém empresas e empregos”, diz Ronald Masijah durante audiência com Coronel João Camilo Pires Campos

Sindivestuário e Sinditêxtil se reúnem com Secretário de Segurança de SP“Onde há segurança se mantém empresas e empregos”, diz Ronald Masijah durante audiência com Coronel João Camilo Pires Campos. O Presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah, juntamente com o Presidente do Sinditêxtil, Luiz Arthur Pacheco de Castro, e o diretor superintendente, Renato Leme, foram recebidos nesta quarta-feira, dia 6 de fevereiro, pelo Secretário Estadual de Segurança Pública, General João Camilo Pires Campos, na sede da Secretaria, no...
Continue lendo
23 out 2018

Custo leva grifes médias a trocarem lojas de shoppings por pontos na rua

As redes de vestuário de médio porte têm buscado reduzir a quantidade de lojas em shoppings e buscado abrir pontos nas ruas para reduzir seus custos, de acordo com empresários consultados pela coluna. É o caso da TNG, que tem hoje 80% de seus 182 pontos de venda localizados em centros comerciais. A grife pretende reduzir essa parcela para 60% em 2019. “Temos reduzido a área das lojas e fechado as menos rentáveis para reabri-las em ruas, principalmente em São Paulo, Belo...
Continue lendo
22 out 2018

Índice de Viabilidade do Vestuário – Outubro de 2018

O País está em compasso de espera. Decisões importantes de famílias (consumidores), empresas e mesmo de governos estão à espera do desfecho das eleições, sobretudo presidenciais. Nunca o cenário foi de tanta incerteza e de candidaturas tão opostas, como o atual. A única certeza é a de quem venha a vencer, administrará um Brasil ainda mais dividido do que aquele que saiu das urnas no pleito passado. As implicações dessa espera – que parece não ter fim – são sentidas...
Continue lendo