Topo
22 out 2018

Alfaiataria: Inspirações com peças remodeladas

As cores atualizam os shapes clássicos e a modelagem oversized renova as peças que foram incorporadas ao vestuário feminino na Primeira Guerra Mundial Por Edição de moda: Fábio Ishimoto | Styling: Kaio Assunção | Concepção Visual: Juliana Bueno | Colaborou: Bi Lessa    access_time21 out 2018, 16h41   A alfaiataria foi incorporada ao vestuário feminino na Primeira Guerra Mundial e hoje é um clássico da moda que deixa qualquer visual chique e sofisticado. Confira nosso editorial de alfaiataria reinventada com peças em modelagens inusitadas. Mix de tecidos     A modelo...
Continue lendo
3 set 2018

Laços, rendas e bordados: a moda que já foi masculina e os homens querem de volta

Laços, rendas, folhos e estampados nem sempre foram símbolos de feminilidade. Durante 300 anos, estes elementos foram usados com orgulho e aprumo pelos homens, entretanto pilhados pelas mulheres. Agora, eles querem-nos de volta. Embarque nesta contagiante viagem por códigos femininos e masculinos e como a história nos mostra que andaram sempre a par e par. D. João V D. João V era considerado um dos homens mais bonitos da Europa. Um rei cobiçado não apenas pelas riquezas que ostentava sem pudores – todas elas...
Continue lendo
29 ago 2018

Salto alto: as curiosidades em torno da peça símbolo de feminilidade

Estamos entrando em mais um semestre repleto de novidades, diversidade, moda, arte e política: em setembro, começam os desfiles da temporada primavera/verão 2019. Ao mesmo tempo, lojas de todo o mundo recebem coleções de outono/inverno vistas nas passarelas ainda nos primeiros seis meses do ano. Entre mamilos expostos, tendências noventistas e, inclusive, o gótico romantizado, o que realmente dominou a última estação foram os tênis de luxo. Gosto da proposta e sou adepta de calçados baixos ou com salto médio. No entanto, amo um belo salto alto e acho os scarpins insubstituíveis. São sexy,...
Continue lendo
18 maio 2018

A roupa inteligente que muda de cor

Uma equipa da CREOL (College of Optics & Photonics) da Universidade de Central Florida, nos Estados Unidos, desenvolveu um tecido que tem micro-fios embutidos para permitir à roupa mudar de cor consoante a quantidade de corrente elétrica que os percorre. Ou seja, tem a capacidade de originar wearables que tornam mais literal a capacidade de uma pessoa ser camaleônica. Como explica o Engadget, esta tecnologia difere de outras já existentes que permitem à roupa mudar de cor porque não recorre a LEDs...
Continue lendo