Topo
Sindivestuário / Matérias (Page 389)
10 dez 2008

Cadê a Crise, pergunta Joelmir Beting. O cenário é de incertezas e indefinições

CADÊ A CRISE? (09/12/2008) Joelmir Beting, em seu site http://www.joelmirbeting.com.br/noticias.aspx?IdNews=31380&IdgNews=2  A economia brasileira decidiu ainda não participar da recessão geral: PIB bate recorde no terceiro trimestre e ensaia atropelar a crise no ano que vem.Saiu o PIB do terceiro trimestre, o do desempenho da economia brasileira em julho, agosto e setembro.Saiu bem menor do que a encomenda: deu 6,8% maior que o do mesmo período no ano passado ou 6,3% no acumulado de 12 meses.Nos cálculos do IBGE, já com indicadores...
Continue lendo
9 dez 2008

PIB cresce 6,8% no terceiro trimestre; no ano, cresce 6,4%, informa o IBGE, na Folha

09/12/2008 09h02 PIB cresce 6,8% no terceiro trimestre; no ano, expansão é de 6,4% da Folha Online, no Rio A economia brasileira teve expansão de 6,8% no terceiro trimestre de 2008, na comparação com igual período no ano passado. No acumulado do ano, o incremento do PIB (Produto Interno Bruto) chega a 6,4% em relação ao período de janeiro a setembro de 2007, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira. Em relação ao segundo trimestre de...
Continue lendo
9 dez 2008

Governo estuda novos adiamentos de tributos. Fiesp recoloca questão a Mantega

Governo estuda novos adiamentos de tributos - O Estado de S.Paulo - 09/12/2008O governo estuda a viabilidade de promover uma nova rodada de adiamento do recolhimento de tributos. O assunto foi colocado por empresários paulistas ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, na última sexta-feira, em reunião na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).Os empresários consideraram que o adiamento já concedido no início do mês passado foi positivo, mas insuficiente diante da dificuldade das empresas em obterem capital...
Continue lendo
9 dez 2008

Preços industriais ficam estáveis no atacado

Preços industriais ficam estáveis no atacado - Valor Econômico - 09/12/2008A conjunção de queda em preços de commodities, desvalorização do real menos intensa, desaceleração da demanda interna e necessidade de reduzir estoques fez com que a inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) encerrasse novembro abaixo do esperado pelo mercado. O índice, apurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), apresentou alta de 0,07%, após inflação de 1,09% em outubro. A média das projeções apontava alta de 0,3%....
Continue lendo