Topo
Sindivestuário / Dados Econômicos (Page 33)
16 set 2015

PREFEITO HADDAD PREVÊ ARRECADAR MAIS R$ 289 MI EM MULTAS

A decisão de baixar o limite de velocidade, inclusive nas marginais, que ao contrário de trazer segurança ao trânsito como alegado pelos técnicos da prefeitura, traz insegurança e aumenta o trânsito nas grandes avenidas, isto porque os motoristas com receio de uma sucessiva avalanche de multas, por precaução, reduziram a velocidade para 40 km p/h ao invés dos 50 km fixados, sem falar nas decorrências que poderão advir em consequência das novas regras instituídas, como assaltos, sonolência, etc. Mas, hoje...
Continue lendo
2 set 2015

“Vai haver uma carnificina entre os pequenos”

  Para o economista e consultor Nelson Barrizzelli, as grandes redes de varejo atravessarão mais facilmente a crise. Já os pequenos lojistas, preocupados com preços, não aprenderam a conhecer melhor a clientela O varejo brasileiro enfrenta uma das piores crises dos últimos anos. Há lojas fechando em bairros de todas as classes sociais. Como enfrentar este período de baixo consumo, que deve se estender, por pelo menos dois anos, segundo as previsões mais otimistas de empresários e economistas? Empresários de todos os setores têm...
Continue lendo
1 set 2015

Setor do Vestuário repudia sanção de veto à alíquota de 1,5% na folha de pagamento, pela presidente Dilma

É com indignação, e muita preocupação, que o Setor de Vestuário Brasileiro recebe a sanção da Presidente Dilma Rousseff, vetando a alíquota de 1,5% na desoneração da folha de pagamentos para as confecções de roupas, publicada no DOU, desta segunda-feira, dia 31/08. É largamente sabido que o vestuário brasileiro enfrenta, há anos, graves problemas com as importações, notadamente da China, devido a uma série de fatores, que vão desde as diferenças tarifárias a uma série de incentivos...
Continue lendo
1 set 2015

Dilma sanciona desoneração da folha e veta alíquota para setor de vestuário

A presidente Dilma Rousseff sancionou o projeto de lei que revê as desonerações da folha de pagamentos – o último item do ajuste fiscal do governo a tramitar no Congresso Nacional. O texto foi aprovado pelo Senado no dia 19 de agosto. Para alguns setores, haverá redução da desoneração. Ou seja, aumenta a contribuição previdenciária que as empresas têm de pagar ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Diante das dificuldades para equilibrar as contas públicas, essa é mais uma tentativa...
Continue lendo