Topo
Sindivestuário / Comportamento
27 ago 2019

Os brasileiros aumentam compras pela internet

Os brasileiros estão cada vez mais comprando pela internet e, com isso, as vendas de e-commerce subiram em junho, de acordo com a Mastercard SpendingPulse, que fornece insights sobre as tendências gerais de gastos de varejo em todos os tipos de pagamentos. As vendas de e-commerce cresceram 7,3% no mês em comparação com o mesmo período do ano anterior. Três setores – farmacêutico, de vestuário e eletrônicos – ajudaram a impulsionar o aumento do comércio online, com desempenho bem acima da média...
Continue lendo
25 jul 2019

No Dia dos Pais, vestuário será opção de presente para 81%

Uma pesquisa divulgada pela IEMI – Inteligência de Mercado, analisou as intenções de compra de presentes para o Dia dos Pais pelos consumidores brasileiros. A análise indica que 63% dos consumidores irão comprar um presente na data e 81% deles revelaram que o presente será um artigo de vestuário para o próximo dia 11 de agosto. O tíquete médio dos presentes será de R$ 146,29, sendo que mais de 36% dos consumidores pretendem gastar até R$ 200,00 na compra. A análise...
Continue lendo
27 fev 2019

Carnaval não é feriado

Carnaval não é feriado Embora faça parte da cultura brasileira, os dias de carnaval não são considerados feriados, a menos que haja uma lei municipal ou estadual que oficializem o feriado. Apesar de muitos brasileiros emendarem os quatro dias para aproveitar a folia ou simplesmente descansar, o carnaval não é considerado feriado nacional. Os bancos, por exemplo, não abrem nesses dias e só reabrem às 12h da Quarta-Feira de Cinzas, assim como as repartições públicas. Apesar disso, as empresas podem ter expediente normal e exigir que seus funcionários trabalhem. O...
Continue lendo
24 abr 2017

Consumidor foge da compra por impulso e busca roupas clássica

Clientes do varejo mudaram hábitos no consumo de vestuário e calçados para adaptar o guarda-roupa à recessão   O brasileiro mudou a forma de consumir itens de vestuário e calçados - com a recessão, as compras por impulso diminuíram e peças clássicas e versáteis ganharam mais espaço no guarda-roupa. E, embora existam alguns sinais de melhora na produção e nas vendas do setor no início do ano, os hábitos dos consumidores ainda não voltaram à condição anterior à...
Continue lendo