Topo
Sindivestuário / Moda  / Estilo e Tendência  / Estrelas da seleção dos EUA lançam marca de roupas sem gênero
22 jul 2019

Estrelas da seleção dos EUA lançam marca de roupas sem gênero

As jogadoras da seleção americana de futebol campeã da Copa do Mundo de 2019, Tobin Heath, Christen Press, Meghan Klingenberg e a capitã Megan Rapinoe, fundaram a marca de roupas Re-inc, que promete produzir vestuário sem gênero, ou seja, as roupas não são feitas especificamente para o sexo masculino e feminino.

“Somos quatro campeãs que aprenderam a lutar na seleção feminina de futebol. A lutar por grandeza, por nossa identidade e pelos nossos valores”, diz o site da empresa.

Por enquanto, a marca comercializa, de maneira limitada até o lançamento da próxima coleção, apenas dois modelos de camisetas que variam entre 75 dólares (R$ 290) e 125 dólares (R$ 480).

Tobin Heath, Christen Press, Meghan Klingenberg e Megan Rapinoe atletas e fundadoras da Re-inc.

“Ao longo dos próximos anos, vamos transformar o mercado de moda, criando experiências para ajudar não-binários a se expressar. Tudo que construímos é pensado com base na nossa comunidade, um grupo de milhares de pessoas que corajosamente quebra normas e padrões com o que acredita. Por que só resistir quando podemos repensar?”, afirma a apresentação da marca.

As fundadoras da marca integraram a seleção que bateu a Holanda no último domingo, na final da Copa do Mundo da França. A capitã Rapinoe, de 34 anos, que é casada com a estrela da WNBA, Sue Bird, ganhou destaque mundial na última semana ao afirma que, caso sua seleção conquistasse o título, não visitaria a Casa Branca, por discordar da visão política de Donald Trump.

FONTE: Terra

Nenhum comentário

Desculpe, os comentários estão encerrados.