Topo
Sindivestuário / Destaque  / Convênio entre a SP Negócios, a ABIT e o Sindivestuário prevê criação de polo confeccionista na Zona Leste de SP
12 set 2018

Convênio entre a SP Negócios, a ABIT e o Sindivestuário prevê criação de polo confeccionista na Zona Leste de SP

O Presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah, esteve ontem, 11 de setembro, na Prefeitura de São Paulo, com o Prefeito Bruno Covas, com o Presidente da SP Negócios, Juan Quirós, e com o Presidente da ABIT, Fernando Pimentel. Juntos, assinaram o termo de convênio para a criação de um polo de confecções na Zona Leste da cidade.

Segundo a SP Negócios, o programa promoverá incentivo fiscal para a abertura novas confecções na Zona Leste de São Paulo, para beneficiar o setor de vestuário, notadamente de mão-de-obra intensiva, gerando postos de trabalho na região.


Da esq. para dir.: Ronald Masijah, presidente do Sindivestuário SP, Fernando Pimentel, presidente da Abit,  Bruno Covas, prefeito de São Paulo, e Juan Quirós, presidente da SP Negócios, celebram o convênio

 

“Existe um grande potencial para a geração de milhares de novos empregos por meio de um polo de confecções na Zona Leste. Além disso, a instalação de empresas do setor na área incentivada vai reduzir a distância entre o trabalhador e o local de trabalho, já que a região é a mais populosa da cidade, o que contribuirá para a melhoria da mobilidade urbana e, consequente, na qualidade de vida das pessoas”, explica Juan Quirós, presidente da São Paulo Negócios.

“O projeto deverá ter um profundo impacto na geração de riqueza para a cidade de São Paulo. Este município tem uma parcela de 50% da produção do Estado, além de tecnologia e capacidade de inovação e design muito expressivos. Portanto, aproximar a produção da habitação das pessoas que trabalham nesse setor será certamente uma fonte importante de melhoria na qualidade de vida e facilitação de acesso ao trabalho. Consequentemente, irá gerar uma integração ainda maior entre as companhias e os funcionários”, destaca Fernando Pimentel, presidente da Abit.

“Somos um segmento de mão de obra intensiva, que emprega em sua grande maioria (cerca de 80%) mulheres, geralmente arrimo de família. Essa iniciativa vai favorecer muitas famílias, que vivem uma crise do desemprego que assola o País como um todo. São Paulo mais uma vez sai a frente com essa iniciativa que vai favorecer a criação de novas confecções, e consequentemente gerar empregos numa das mais carentes regiões da Cidade de São Paulo,’ diz Ronald Masijah, Presidente do Sindivestuário.

“Essa assinatura é mais ação conjunta da Prefeitura de São Paulo com o setor privado para encontrar soluções mais práticas para os problemas da cidade”, afirmou o prefeito Bruno Covas.

*Imagem: Leon Rodrigues.

Texto: Sindivestuário com apoio das assessorias: ABIT e da Prefeitura de SP

Nenhum comentário

Deixe uma resposta