Home / Destaque / Produção Física Industrial

Produção Física Industrial

O IBGE divulgou os dados de outubro de 2017, em relação à Produção Física da indústria brasileira. A percepção de que a economia está em recuperação já chega claramente aos números industriais, que tanto sofreram na crise mais recente. No mês de referência da pesquisa, frente a outubro de 2016, a indústria de transformação cresceu 5,6%; a têxtil 7,9% e a confecção 11,8%. Números realmente animadores, ainda que diante de uma base reprimida, que foi o ano passado.
No acumulado do ano, até outubro, os dados também são positivos, mas em menor escala, o que significa que o País deve começar o ano de 2018 num ritmo de expansão mais vigoroso do que nos últimos 3 anos. A indústria de transformação acumula 1,4% de alta no ano; a indústria têxtil 5,2% e a de confecção 5,5%, na mesma base de comparação.
Sem dúvida, a redução da taxa de juros básica da economia [que essa semana pode chegar a 7% a.a] teve papel relevante nessa nova fase de retomada do crescimento. Porém, não é possível ainda entender esse processo como sustentável. Muito ainda está por ser feito. Reformas e mesmo o cenário eleitoral devem ficar no radar. Aliás, a classificação de risco do Brasil será impactada, sobretudo pela Reforma da Previdência, imprescindível para que o País não aborte a tênue recuperação.
Por fim, no dia 8 de dezembro de 2017 (sexta próxima), sairão os dados da produção por Região. É grande a expectativa para ver se São Paulo também está participando dessa retomada e em qual medida.

About Sindivestuário

Veja também

O SINDIVESTUÁRIO DESEJA A TODOS: Feliz Hanukkah!

Leave a Reply