Home / Associados / Produção Física Industrial (Dezembro de 2016) – São Paulo x Brasil

Produção Física Industrial (Dezembro de 2016) – São Paulo x Brasil

Sem título

O IBGE acaba de divulgar os dados desagregados da indústria de transformação relativos ao mês de dezembro de 2016. Se observados exclusivamente os dados de dezembro/16, tanto a indústria têxtil como de vestuário poderiam respirar aliviadas, pois estariam saindo da forte crise que assolou o País nos últimos anos. Porém, isso não é verdade. Além da base de comparação ser muito fraca, pois 2015 foi um ano extremamente ruim para a indústria nacional de todos os segmentos, o resultado de dezembro/16 não foi capaz de reverter a forte recessão acumulada no ano todo.

No Brasil, a confecção de vestuário cresceu 23,4% em dezembro de 2016, frente ao mesmo mês do ano anterior. Em São Paulo, a mesma comparação resultou num aumento de apenas 6%, o que mostra que o Estado tem sofrido bem mais e a retomada ainda está atrelada não apenas à recuperação da economia nacional, mas a outros fatores como a Guerra Fiscal.

Por fim, é importante notar que, embora as notícias levem a alguma retomada da atividade, não é possível afiançar que ela seja perene. Porém, já é evidente que a indústria de São Paulo terá dificuldades ainda maiores para voltar aos níveis de produção de 2010, por exemplo.

About Sindivestuário

Veja também

As portas da digitalização

Em 2017, a promessa da digitalização na indústria do vestuário continua, em grande parte, por …

Leave a Reply