Home / Associados / Produção Física Industrial – Agosto 2016

Produção Física Industrial – Agosto 2016

Prezados, boa tarde.
Os números da produção física industrial do IBGE revelam o momento peculiar que o setor industrial passa e, em especial, a indústria do vestuário.
Vários pontos de vista podem ser defendidos, a partir de dados tão dispares. Tome-se o exemplo do que ocorre com o vestuário em São Paulo. Com dados de agosto de 2016, no acumulado de 12 meses temos queda de 7,2%, frente igual período anterior. Já em relação ao acumulado dos oito primeiros meses de 2016, diante do mesmo intervalo de 2015, a queda é de 3,4%. Contudo, se a comparação for apenas em relação ao mês de agosto/16 vis-à-vis ao mês de agosto/15 há uma alta de incríveis (literalmente) 10,5%.
Claro que a indústria não teve uma recuperação dessa monta. Temos aqui um problema de base de comparação muito baixa, em 2015. No mesmo mês de 2015 [agosto], a indústria caiu 18,7%, perante 2014. Assim, mesmo a alta de 10,5% em agosto de 2016, ela é incapaz de recuperar os níveis de dois anos.
O que vale registrar, porém, é que não apenas as expectativas estão um pouco melhores, mas o nível de produção também está em recuperação, embora muito longe de serem satisfatórios. Dito de outro modo, não é só a expectativa que parou de piorar, mas os níveis de produção também.
prod-fisi-ag
Com estima,

MSc. Haroldo Silva

Membro do Corecon-SP

Veja também

Presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah comenta ações da Entidade, em 2017

Presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah comenta ações da Entidade, em 2017   Assista: Relacionado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: